Casa & Família Viajar & Comer

Viajando de Ônibus com o bebê

Hoje o assunto é uma experiência super bacana que tive nas férias.😎

Ouço muitos pais falarem que não costumam viajar ou sair com as crianças porque cansam muito, outros dizem que é quase impossível, mas eu acredito que é  possivel sim, da um trabalhinho, mas é tão gratificante ver estes olhinhos brilhando, “descobrindo o mundo”.

 

Este post é um incentivo para que você viaje com o seu filho sempre que possível, é uma experiência incrível: passar tempo juntos, fora da rotina e agregando novas culturas e conhecimentos.😊

A Valentina❤ e eu fizemos uma viagem de 6 horas de Belo Horizonte para Petrópolis de ônibus.😄

Fiquei super preocupada ao saber que bebês da idade dela podem viajar no colo, uma situação que não compreendo: se no carro particular é obrigatório o uso da cadeirinha, porque no transporte coletivo não, se o perigo é o mesmo?😐

Pois bem, procurei me informar e foi possível levar a cadeirinha para colocar na poltrona do ônibus.

Para levar a cadeirinha é necessário pagar uma passagem para o bebê (justo porque ocupamos um assento a mais), muitos pais optam por levar a criança no colo, porque as vezes não tem condições de adquirir uma outra passagem ou querem economizar, mas eu optei por investir na segurança, além de ter sido muito mais confortável a viagem.

Os ônibus executivos costumam ser ideal para o encaixe da cadeirinha. Porque os leitos possuem cadeiras largas e os comuns estreitas demais.

Dicas:

  • Dimensões das poltronas: ligue para a transportadora antes para saber sobre as dimensões das poltronas.
  • Assentos especiais: tente adquiri os assentos reservados para pessoas com necessidades especiais, geralmente estes lugares possuem um espaçamento maior entre si, o que facilita a locomoção.
  • Passagens com antecedência: normalmente estes assentos estão localizados nas primeiras cadeiras, comprando as passagens com antecedência é possível reservá-los.
  • Chegue mais cedo: procure ser uma das primeiras pessoas a entrar no ônibus para garantir a instalação da cadeirinha com tranquilidade e segurança.
  • Ajuda no embarque e desembarque: combine com alguém para te ajudar – bebê, malas, cadeirinha e toda as parafernálias que levamos quando viajamos, sozinha(o) não é possível carregar tudo, mesmo em rodoviárias que possuem carrinhos e elevadores fica difícil para embarcar e desembarcar.

Minha mãe me ajudou a embarcar e meu tio no desembarque.

E os motoristas da empresa Útil foram super atenciosos conosco na parada.👍👏😊

  • Documentos: vale lembrar que os documentos pessoais e do bebê devem ser os originais e são apresentados no momento da compra e também do embarque.

Comprei as passagens pela internet, no momento da compra você já informa o número e tipo de documento que será apresentado.

  • Brinquedos e brincadeiras: leve alguns brinquedos e use a criatividade para distrair a criança: a Valentina dormiu bastante, mas eu levei um cachorrinho de pelúcia e um chaverinho de urso que ela adora, além do tablet (que nem saiu da bolsa)🙏.

Conversamos bastante com o cachorrinho e o ursinho, contamos histórias, cantamos músicas, brincamos de imitar e até fizemos balão de saquinho de supermercado.

Além de apreciar bastante a passagem.

Bebê e mamães amaram este tempo juntas.😍

Saldo da viagem

  • Uma bebê tranquila, satisfeita e adaptada (já está acostumada com a cadeirinha): dormiu quase a viagem toda.
  • Uma mãe realizada e agradecida por ter dado tudo certo.🙏
  • Uma viagem abençoada: saímos e chegamos no horário certinho sem nenhuma intercorrencia em pleno dia 31/12.😊

Viajar com o bebê de transporte coletivo pode ser satisfatório, seguro e muito divertido,  basta organizar com antecedência, observar a segurança e prezar pelo conforto.

E vocês costumam viajar com os seus bebês?

Deixe sua experiência nos comentários vamos adorar saber.

Um dia abençoado para todos vocês.🙏😘

Deixe aqui um comentário para a gente!!!